sábado, 19 de março de 2011

COISAS DO PASSADO.

Houve um tempo, em que ouvia música, olhava nos olhos ou de cabeça baixa...pedindo cigarro, andando de mãos dadas, alegre, bom...Enfim, tudo isto que lhe fazia lembrar os amigos.....amigos?
 Na época ela acreditava que eram.
Como era gostoso fazer de alguém a rosa mais importante do jardim da vida, como era gostoso a gente poder chegar, chegando...sentar e escrever amando!
 É, também aos amigos se ama,...Na época ela queria ser  escada para os seus amigos, mas ela era e é uma pessoa, uma pessoa que muito antes de se entregar à depressão, já havia desistido dos amigos.....
Ela era uma simples pessoa que acredita em amizade, mas amizade desinteressada, não onde existe jogos de interesses por trás.
Era bom ouvir: "Porque você está chorando?" ou então quando você cai e os amigos dizem: "Deixa que a gente te ajuda".
 Mas como seres humanos somos sujeitos a falhas e decepções. Decepções, elas sempre vem. Essas decepções pintavam sempre que chovia em um dia triste e os amigos não queriam andar na chuva...andava só...
Hoje,ela esta cada dia melhor...superando seus limites, procurando, se esforçando e se aprofundando nos seus conhecimentos e nos conhecimentos de quem lhe escolheu e lhe chamou a  assumir esta vida.
 Tudo passa nesta vida e só Deus permanece e seu amor por nós é incondicional e sempre está nos cativando, pois sua presença é infalível e tudo pode transformar.
Superamos sempre nossos limites quando queremos e desejamos vencer e ter uma vida transformada...



REFLEXÕES SOBRE MOMENTOS....

Ás vezes em frente à um espelho qualquer eu ficava a pensar, até quando eu teria que ser uma frase sem ponto final?
 Até quando eu teria que me contentar em ser alguém solitária? Porque esta mãe que eu amo tanto(pensava eu) e que todos no mundo mata a cada dia, a cada hora, não vai me dar uma chance de encontrar um lugar onde viver e ter tranqüilidade?
 E minha felicidade? Olha terra, eu estava com muita amargura presa no meu peito, e em parte culpava você, mãe terra.
 Mas quando vier e me disser que chegou a minha hora e que você vai me abrigar em seu seio escuro e frio, tudo isso passará e não vindo mesmo esta minha tão esperada felicidade, eu me contento em esperar para a hora em que me tomarás pela mão e carinhosamente, pedir que meus irmãos me carreguem para seu seio escuro e frio, sem nunca ter encontrado a felicidade...pensava eu.
Reflexões sobre momentos de tristezas....