terça-feira, 27 de março de 2012

DESILUSÕES

A esperança é como uma luz que atravessa a escuridão da noite, assim eu começo mais um abaixo assinado, em favor do amor, tão lindo e puro que nasceu em seu coração...nasceu somente no seu coração.
Ela estava feliz, e queria ver sua alegria difundida nele.Viver é ajudar o outro a viver, é criar outras felicidades para ser realmente feliz.
Quando se encontra a verdadeira felicidade, a única maneira de ser feliz é assegurar a felicidade do outro ser amado. O coração é a grande chave para a felicidade, para o amor. Ele é a grande força geradora deste imenso parque industrial que é a vida, com suas fábricas de valores humanos.
Amemo-nos, isto é tudo. A virtude é idêntica ao amor. Toda alma conquistada ao amor tem um importante valor. O valor do bom, do justo, do prazer, da paixão..
Ninguém tem o direito de ser feliz só, não pode e nem deve. Saber, sem saber amar nada vale...
De repente, o real se fez sentido quando ela mais precisou dele. A realidade do descontentamento, da frieza, da indiferença se ativou quando ela mais queria ele ao seu lado, no momento em que a mulher mais necessita do homem...Foi no seu mais importante momento, que poderia ter sido o dele, que ele simplesmente sumiu...silenciou-se. Nem um adeus, nem um nunca mais. Depois de dizer que se importava ela, ele preferiu virar as costas sem nada dizer.
Desilusão!!! pura e cristalina...Não digo falsidade, seria injusto e errado da parte dela, mas, desilusão, isto sim, não resta dúvida...
Desilusão dele e dela. Nossa!! Ela idealizou alguém tão diferente..tão especial..se desiludiu.
Desilusão dele, que pensou ter encontrado alguém forte e superior à ele, viu de repente que ela era tão igual à ele quanto 2 é igual à 2.
E ela, que pensou que ele soubesse amar, respeitar e valorizar o outro mais do que ela...desiludiu-se.
E hoje, hoje há um vazio..um vazio que somente ele poderia preencher...Mas, existem pessoas que não valem a pena lutar, não valem a pena gastar lágrimas... e ela percebeu isso á tempo, a tempo de se dar uma chance e voltar a amar novamente...na verdade, percebeu que era pura ilusão, porque o amor..ah.. esse é eterno..o verdadeiro amor...é raro.Mas, existe um remédio: O TEMPO.
O tempo passa e carrega com ele quase tudo...somente o tempo..


quarta-feira, 21 de março de 2012

Lembranças de momentos

É muito difícil acreditar em algo ou em alguém e de repente se decepcionar...O seu semblante,
criado à imagem e semelhança de Deus, denotava preocupação e mágoa.Eu disse mágoa? 
Por que? Por que? Não sabia. Ela só sabia que quis, tudo o que havia acontecido.
Quem era ele? Quem era ela? Ela se perguntava sempre....Quem eram? Trapos, restos, lixo, 
Não eram nada e ao mesmo tempo, eram tudo o que precisavam ser um para o outro...
No entanto, ela já não sabia quem era, havia perdido a confiança nas pessoas, confiava 
apenas, no seu próprio eu.
Ela esteve nos piores momentos da sua vida, estava nos vestíbulos do nada.Os erros do 
passado, foram os piores cursos que fez, que a fizeram  conhecer a realidade da vida, e ser
 honesta consigo mesma, e deixou de acreditar no amor. Com o tempo, percebeu que estava
 enganada...O amor existe...Dentro dela, havia tanto amor pra dar, pra dividir.
Depois de algumas semanas de comunicação ininterruptas, decidiu que queria amá-l,
 queria se entregar ...Rolou um sentimento louco, de posse, de intimidade e exposição mútua.
 E finalmente, depois de longos diálogos....aconteceu o esperado: O encontro tão desejado e 
almejado por ambos. Ah! quanta decepção e tristeza quando as coisas não acontecem como
 planejamos e sonhamos. Foi como desejar algo através da vitrine.....Hoje, deste lado, sobrou 
a saudade e decepção, de ter encontrado e amado alguém através da tela. Do outro lado?   
Quem poderá saber o que se passa no coração do ser humano? 

Vale a pena amar assim?..não sei..sinceramente não vivi tal experiência...Mas, é melhor amar de qualquer jeito ou nunca amar?



                                                            




                          

sexta-feira, 16 de março de 2012

Dia do Professor - Texto para reflexão.

   "Um abacateiro dá abacate. Uma mangueira dá manga. Uma girafa dá sempre girafinha. Uma nuvem
dá chuva. E o homem?..."
Esta pergunta, que inicia o texto do cartunista Henfil "A mágica que só os homens sabem fazer", é a que
se tem em  mente quando se quer compreender o papel e a importância da Educação no desenvolvimen-
to do ser humano.
O homem não gera simplesmente outros homens. ela realiza transformações a partir do seu "fazer", cons-
truindo-se como ser inteligente, sensível, capaz de transformar, entre outras coisas, um barulho em melo-
dia. Muitas destas transformações são decorrentes do que ele aprende, desde criança, com a família, com
os amigos, com os vizinhos, com a televisão, com o computador e com a escola. Nela, os indivíduos apren-
dem a conviver, a conhecer e a transformar o mundo em que vivem.
A Educação Infantil constitui-se como um espaço privilegiado no qual a criança, inserida em uma cultura,
prossegue na sua caminhada para aprender a ser humano, relacionando-se com novos ambientes e prepa-
rando-se para dar a sua contribuição no processo social de se fazer cidadã.
Dessa forma, a Educação Infantil não pode mais ser vista como um espaço de recreação somente ou de
passatempo; nem como um simples espaço para o desenvolvimento de habilidades motoras e estruturas
cognitivas; nem, tampouco, como um espaço reparatório para a escolaridade futura.
Ela é, antes de tudo, um espaço em que se consolidam com processo sistemático de humanização e a
construção da cidadania, tarefas que uma criança pequena pode exercer muito cedo.