segunda-feira, 16 de abril de 2012

POR TÍ

A janela entreaberta do teu quarto visualiza a sombra do teu corpo a me chamar, teu desejo grita deliciosamente ao meu ouvido, me pedindo para eu entrar.
Observo atentamente, cada gesto teu, teus músculos quase me tocam tal a força do pensamento, querendo me levar.
Demoro mais um pouco, frenéticos, teus lábios balbuciam meu nome...acompanham com ele o toque acelerado da paixão do teu coração.
Detenho meus pés suavemente, como a brisa que atravessa teu corpo e passo a passo, surpreendendo-te a frente, incrédulo, indeciso e ofegante, vacilas, nao sabes se beijas ou se incendeias minha alma com a fogueira fascinante deste teu olhar.
Neste momento, a lua arriscou um olhar sorrindo para nos ver sonhar e finalmente, uma frase saíu dos meus lábios sem meditar...Por tí, só por tí.
Eu pego carona na asa da imaginação, só por tí, eu feito louca digo sim a este sonho colorido, sem principio, meio e fim...

                        
Postar um comentário